Sobre os calangos

DSC_6439

José Roberto Leão

violão de sete cordas

Se interessou por música aos oito anos e encontrou no choro e no samba sua identidade musical, atuando com o Taruíra há  quatro anos. Foi premiado como melhor instrumentista no II Festival de Música da Cidade de Mariana (MG) e participou de shows com Clara Nunes, Bezerra da Silva, Nelson Sargento, D. Ivone Lara, Noca da Portela, Marquinho Satã, Zé Keti, Pery Ribeiro, Diogo Nogueira e Rildo Hora, entre outros. Atua há 34 anos como violonista e cavaquinista, arranjador e produtor em gravações de CDs e jingles, além de lecionar violão de 6 e 7 cordas e cavaquinho. Já produziu CDs de compositores e artistas independentes, com participações de Carlinhos Brown, Nelson Rufino, Marcos Sacramento, Nilze Carvalho, Jorge Aragão, Jane Duboc, Cristina Braga, Rildo Hora e dividiu os arranjos e a direção musical de um álbum com o maestro Gilson Peranzzetta. Escreveu os arranjos e dirigiu as gravações das campanhas de verão 2013 da Rede Globo: “Não jogue lixo na rua” e “Se beber não dirija”.

Voltar ao topo

DSC_6441

Carlos Watkins

sax tenor

Quando tinha seis anos, ganhou um piano de seu avô e desde então não parou mais de tocar. Estudou no Instituto Villa-Lobos e na Berklee College of Music, em Boston. Integrou inúmeros trabalhos, dentre eles a Rio Jazz Orquestra, o Sexteto de Sopros e Cordas da Orquestra do Instituto Villa-Lobos, a Orquestra Ideal de música latina, em Boston, o Grupo Avoante, o Bando dos Homens, a Orquestra Vittor Santos, os grupos de choro “Chapéu de Palha” e “Chorarte”, o Quinteto de Sopro de Petrópolis e o Trio “Melhor de 3”. Acompanhou artistas de renome, como Zizi Possi e Eduardo Dusek. Entre saxofones e pianos, Carlos já atuou como diretor musical, produtor, arranjador, compositor e instrumentista.

Voltar ao topo

DSC_6442

Breno Morais

flauta e sax soprano

Iniciou seus estudos na Escola de Música dos Canarinhos de Petrópolis como cantor e flautista, participando de seminários e apresentações nos EUA. É membro fundador do Taruíra, que nasceu em 2002, lançando o primeiro disco do grupo cinco anos depois. Sob a direção musical de César Nascimento, gravou os sopros das vinhetas do Canal Futura e participou efetivamente de seu disco “Quero Fogo”. Em janeiro de 2010 excursionou para Holanda e Bélgica com o Duo André Mendes & Breno Morais, fazendo a trilha sonora do espetáculo “Favela Rouge”, do diretor Fabiano de Freitas.

Atualmente desenvolve um trabalho de live sax dentro da música eletrônica, tendo se tornado um dos instrumentistas referência na cena carioca. Breno soma parcerias com os DJs Shark (no projeto OMG!), Papagaio, Vitor Ventura (Beatthoven) e o coletivo Bossa Carioca, com shows do Rio de Janeiro a Teresina, passando por Salvador, Brasília, Fortaleza e Goiânia, em boates como as franquias da Pacha e da Pink Elephant, além de Miroir, Zax, Nuth, Club Platinum e Zozo, e atuando em eventos realizados em locais como o Copacabana Palace e o estádio Maracanã.

Voltar ao topo

DSC_6450

Yuri Garrido

bateria e percussão

Iniciou-se na música em 1997, estudando bateria com os professores Luciano Sarandy, Pascoal Meirelles e Oscar Bolão. Incorporou a percussão, e começou trabalhar exclusivamente com música em 2002. Atuando com artistas e grupos como Cátia de França, Ronaldo do Bandolim, Fábio Nin, Afonso Gadelha, Felipe Poli, Marco César, Cristal Jazz, Cebola e Salsa, entre outros, já se apresentou em vários festivais e casas. Com o Paulo Sá Quarteto, se apresentou seis vezes no Festival Lusitania, em Salerno, Itália, onde também ministrou workshops de percussão brasileira. Atua como professor há doze anos e participou de inúmeras gravações, além de trabalhar também com teatro.

Henrique Garcia

cavaquinho

Músico, professor, compositor, arranjador, intérprete e produtor musical, nascido em 31/10/1985, natural de São João de Meriti (RJ), começou a estudar cavaquinho  aos 12 anos de idade em um projeto social para jovens na baixada fluminense (AMC), onde mergulhou no universo musical do samba e do choro. Em 2010 ingressou na UFRJ, cursando bacharelado em violão erudito, onde estudou com renomados professores como: Turíbio Santos (violão), Bartholomeu Wiese (violão), Marco Pereira (violão) entre outros. Atualmente, Henrique está na sua 2ª graduação, cursando agora o bacharel em cavaquinho na universidade UFRJ, sendo um dos primeiros alunos do curso que foi iniciado em 2012 e tem como professor Henrique Cazes. Além disso, Henrique integra a banda do cantor Diogo Nogueira desde 2003 até os dias atuais e nos últimos cinco anos participou de importantes trabalhos no Brasil e Exterior.

Voltar ao topo