DSC_0832

O choro, um dos gêneros mais tradicionais da nossa música, ganhou ainda mais tons de verde e amarelo com o lançamento da faixa “Taruíra FC”. A gravação do sexteto instrumental Taruíra reúne algumas das canções que mais marcaram gerações de torcedores, trazendo para campo grandes compositores e clássicos populares.

A faixa conta com o tempero especial do grupo, cujo trabalho mescla o chorinho com os mais variados gêneros musicais, do baião ao jazz. Nesse arranjo, o Taruíra reuniu “Pra frente Brasil”, tema da lendária seleção campeã de 1970, e “Na cadência do samba (Que bonito é)”, ao lado de “Aqui é o país do futebol”, de Milton Nascimento e Fernando Brant, “A ginga do mané”, de Jacob do Bandolim, “Um a zero”, de Pixinguinha, e “Conversa de botequim”, de Noel Rosa.

O objetivo é relembrar as músicas que mais marcaram as Copas do Mundo para os brasileiros, mas também resgatar algumas das melhores composições inspiradas pelo futebol. É o caso de “Um a zero”, uma parceria de Pixinguinha com Benedito Lacerda, inspirada pela partida do Brasil contra o Uruguai em 1919, quando a seleção canarinho conquistou o primeiro título de campeã sul-americana.

“A proposta de reunir essas músicas surgiu de brincadeira na última Copa e foi atualizada para esta. Vai ser ótimo apresentá-la durante o mundial e resgatar algumas dessas canções”, diz José Roberto Leão, responsável pelo arranjo e pelo violão de sete cordas no grupo. “O futebol reúne muitas paixões e decepções e, assim como esses sentimentos, pode gerar grandes canções”, finaliza. Completam o Taruíra o saxofone soprano e flauta de Breno Morais, o sax tenor de Carlos Watkins, o pandeiro de Leandro Mattos, o cavaquinho de Maurício Verde e a bateria de Yuri Garrido.

A música poderá ser ouvida ao vivo durante a Copa do Mundo, quando o Taruíra se apresenta na Cervejaria Bohemia antes, nos intervalos e após todos os jogos do Brasil no mundial.

Confira abaixo:

taruira em nogueira

O grupo Taruíra volta às praças para um show especial nesta quarta-feira, dia 30, véspera de feriado. Em um evento promovido pela Prefeitura Municipal de Petrópolis e pela Fundação de Cultura e Turismo para oficializar a inauguração da Praça de Nogueira, o Taruíra se apresenta a partir das 20h em comemoração ao Dia Nacional do Choro, celebrado em 23 de abril, e homenageando o aniversariante do dia 30 em seu centenário: Dorival Caymmi.

Em um show exclusivo, o grupo leva ao público um formato único em que reproduz os contrapontos de sopros de Pixinguinha. Com Breno Morais na flauta e Carlos Watkins no saxofone tenor, algumas das principais músicas do instrumentista e compositor – entre elas “Lamentos”, “Sofres porque queres”, “Choro de gafieira” e “Carinhoso” – ganham releituras com o som já característico do Taruíra, mesclando o chorinho a outros ritmos e com todo balanço da música brasileira.

O grupo vai resgatar ainda canções inesquecíveis do cantor e compositor baiano Dorival Caymmi, que completaria 100 anos nesta quarta-feira. “Fechando a semana em que se comemorou o Dia do Choro e celebrando o centenário de um dos grandes legados da nossa música, vai ser uma noite especial para o Taruíra, que vai voltar ao palco em que mais se apresentou, o das praças. É sempre um prazer tocar assim, porque ficamos mais próximos do nosso público”, analisa Morais.

Completam o grupo José Roberto Leão (violão de sete cordas), Leandro Mattos (pandeiro) e Yuri Garrido (bateria). O Taruíra recebe ainda, para este show, a participação especial do cavaquinista Maurício Verde, que já se apresentou ao lado de grandes nomes da música brasileira, como Altamiro Carrilho, João Nogueira, Paulo Moura, Hermeto Pascoal, Nicolas Krassik, Wilson das Neves, Luiz Gonzaga, Clementina de Jesus, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Zé Keti, Paulinho da Viola, Elton Medeiros, entre vários outros.

Serviço
Taruíra na Praça de Nogueira
Data: 30/04 (quarta-feira)
Horário: 20h
Entrada: gratuita
Classificação: livre

Uma das canções de José Siqueira de Alcântara, composta há 30 anos e gravada apenas em 2013, já está recebendo sua primeira releitura. “Razão” é uma das faixas do disco “Entre Nós”, e ganhou um novo arranjo do grupo Taruíra, sexteto de choro contemporâneo que lançou o vídeo para a música nessa segunda-feira (13) em seu canal do YouTube.

Siqueira, como é conhecido, é integrante da Velha Guarda da Mangueira e já tocou com alguns dos principais nomes do chorinho. O cavaquinista lançou seu primeiro CD apenas aos 75 anos – e mais de 450 composições depois. Uma das 14 músicas do álbum era “Razão”, que ganhou arranjo e violão de sete cordas de José Roberto Leão e saxofone tenor de Carlos Watkins, ambos integrantes do Taruíra, além da participação de Dirceu Leite no clarinete.

“É um tema criado para instrumentos de sopro, em especial os de gafieira. Nessa música, Siqueira revela um pouco da convivência com o amigo e grande clarinetista Pitanga, com quem tocou durante muito tempo”, conta Leão.

A música, que é uma das mais recentes adições ao repertório do Taruíra, faz parte das rodas de choro que o sexteto realiza há mais de quatro anos em Petrópolis (RJ). As apresentações deram origem ao vídeo, gravado ao vivo em frente a um dos principais cartões postais de cidade, o Palácio Quitandinha, durante o Festival Sesc Rio de Inverno.

Desde o lançamento de seu primeiro DVD, em 2009, o Taruíra vem fazendo o resgate de alguns dos mais importantes temas do choro, sempre com arranjos próprios. Entre os últimos lançamentos estão as faixas “Carioquinha”, de Waldir Azevedo, e “Espinha de Bacalhau”, de Severino Araújo, ambas disponíveis em sua página do Soundcloud.

Assista!