Taruíra homenageia Severino Araújo em nova música

Taruíra5_Mariana Rocha

O sexteto de chorinho Taruíra lançou nesta segunda-feira (16) a faixa “Espinha de Bacalhau” em suas páginas oficiais na internet. A composição de Severino Araújo foi a escolhida pelo grupo para dar continuidade ao resgate de músicas tradicionais do gênero, sempre com uma interpretação nova, original e contemporânea.

Para isso, o Taruíra desenvolveu seu próprio arranjo para a música, que ganhou uma sonoridade bastante encorpada a cargo de Breno Morais (flauta e sax soprano), Carlos Watkins (sax tenor), Guto Menezes (cavaquinho), José Roberto Leão (violão de sete cordas), Leandro Mattos (pandeiro) e Yuri Garrido (bateria).

A ideia surgiu há mais de um ano, nas próprias rodas de choro realizadas pelo grupo. Severino Araújo faleceu em agosto de 2012, durante o desenvolvimento da versão do Taruíra, aos 95 anos – 89 deles dedicados à música.

“Muita gente pedia esse choro como um desafio. Decidimos criar um arranjo mais com a nossa cara, que trouxesse a sonoridade do Taruíra, ao invés de tocar da forma mais tradicional. Fizemos questão de gravá-lo como uma forma de homenagear o legado desse que foi um dos nossos maiores instrumentistas, compositores e maestros”, conta Breno Morais.

Escrita em 1937, a música recebeu esse nome como um desafio ao clarinetista e parceiro de Severino, K-Ximbinho. A melodia extensa quase não permite que o solista respire, o que faz desta uma das composições de maior complexidade dentro do gênero. “O fato de o choro ter muitas notas pode fazer o músico engasgar, tal qual uma espinha de bacalhau”, chegou a explicar o autor.

A música está disponível para ser ouvida e abaixo: